terça-feira, 16 de outubro de 2007



The moment history is made


não consigo concentrar-me para ouvir o novo disco dos Radiohead no meio de tanta histeria. hei-de esperar que a turba acalme e ouço-o depois, sem ruído de fundo. enquanto isso, porque o coração não sossega, e porque também a mim coisas muito feias me ofendem, entretenho-me a imaginar a minha própria embalagem para o produto que hei-de adquirir em formato digital, por download legal.








Etiquetas: ,


posted by saturnine | 23:35 |


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

21 Comentários:

Blogger menina limão disse...

mim sem pachorra para radiohead. idem para björk. hoje vi-a no Conen O'Brien e a música não me disse nada.

escolho a 3ª capa.

1:31 da manhã  
Blogger saturnine disse...

eu apenas tenho receio de já não encontrar a mesma magia, mas Radiohead estão-me muito no coração, e a Björk também. tem a ver com raízes. percebo que quanto mais avanço, mais tenho vontade de olhar para trás.

1:16 da tarde  
Blogger menina limão disse...

eu ouvi um single e não me pareceu nada de mais.

eu cresci com os radiohead, estando eles no pódio dos favoritos. sempre foram muito importantes para mim. tal como a björk foi em tempos a minha intérprete favorita. e dpois fartei-me deles! já não tenho pachorra. não sei bem explicar porquê. agora as vozes de ambos irritam-me profundamente.

2:20 da tarde  
Blogger saturnine disse...

eu devia era dar-te porrada valente por usares a palavra irritante e a voz do Thom Yorke na mesma frase. mas apesar de não estarmos na América, este também é um país livre e não precisas de justificar o facto de simplesmente não gostares mais de qualquer coisa. as pessoas desapaixonam-se a toda a hora. :)

e eu até prometo nem insistir mais que a "Declare Independence" da Björk é uma música excelente (no contexto de um álbum que é nitidamente mais fraco), se prometeres não tentar fazer-me gostar da Polly Jean e leoas do rock afins. ;)

10:45 da tarde  
Blogger Paulo disse...

"tal como a björk foi em tempos a minha intérprete favorita"

limão: está tudo acabado entre nós.

3:11 da manhã  
Blogger saturnine disse...

lol

bem me parecia que ela não sabia no que se estava a meter quando declarou intenções de fazer-te a cabeça musicalmente.

12:38 da tarde  
Blogger menina limão disse...

paulo...já? bateste o record da minha vida, não há coração que aguente! ou se calhar há. a mossa é tanta que já amortiza a queda.

(só gostava de saber se é por causa do já não ou por causa do alguma vez foi. sim, tenho a mania de querer saber as razões todas. ninguém acaba assim tão facilmente comigo!grrr)

10:33 da tarde  
Blogger saturnine disse...

é por causa do "alguma vez foi". estás impura. (lol)

1:50 da manhã  
Blogger Happy and Bleeding disse...

o novo in_rainbows é bom. aliás é muito bom. o problema de muitos desses desencantos é que estamos mal habituados. deles só esperamos música de excelência. ficamos expectantes à espera do novo álbum e mesmo antes de o ouvirmos já temos pronta na ponta da língua toda uma ajectivação sublime para lhes endereçar...

bem, o que eu queria dizer mesmo( é que depois me ponho a divagar do essencial):

eu cá gosto porra! ;)

1:51 da manhã  
Blogger saturnine disse...

pois é. também não duvido que vá gostar. por isso é que prefiro ouvi-lo depois da euforia. :)

5:18 da manhã  
Blogger Paulo disse...

É por causa do 'alguma vez foi', limão. E o meu coração?! Achas fácil reagir ao impacto de constatar que já consideraste o pigmeu enregelado com voz de pâncreas retorcido como a tua intérprete favorita? É mais do que permite a força humana, limão. Mas por ti apelo aos meus lados infra e sobre-humanos; sendo que a parte normopata, essa, perdeu-se irremediavelmente, sem apelo nem remédio. Restam-nos as grandes coisas.

3:27 da tarde  
Blogger menina limão disse...

isso é pura birra. é fácil embirrar com a björk. é um alvo fácil, mas os efeitos secundários provam-na praticamente inatacável. há que se lhe tirar o chapéu por isso.

ouvi dizer que não gostas da fiona apple. essa é que já não perdoo, mesmo. agora é que se entornou o caldo. já só falta dizeres que embirras também com a joanna newsom e temos ódio para toda a vida. deusa é deusa e palavra de deus(a) não se invoca em vão, muito menos se difama.

afinal, não sei se nos restam as grandes coisas. parece-me que temos um entender diferente do que são as grandes coisas. ;)

7:46 da tarde  
Blogger saturnine disse...

permite-me advocar um pouco na seara alheia: olha que não é pura birra. é coisa de princípios. isto no quadro todo faz tudo muito sentido. há que, por exemplo, experimentar ouvir o Peter Hammill. e depois colocarmo-se dentro da pele daquele que ama o Peter Hammill. e depois perceber que lugar restaria ali para um registo como o da Björk. :D

a Fiona Apple, ainda assim, consegue algumas graças na parafernália de princípios do gajo. a Joanna Newsom não sei. mas confesso que estou com curiosidade para saber. estou mesmo a ver que ainda terei banho de sangue na minha caixa de comentários. ;)

8:05 da tarde  
Blogger Paulo disse...

Ora, isso da Fionna é treta, gosto (e tenho), só não ouço assim tanto como isso. Da Joanna sei muito pouco. Mas olha lá, isso de ser fácil embirrar com a Bjork não é muito relevante. Logo à partida porque não é birra, é não-gostar-mesmo. Acho-a musicalmente exasperante, satura-me as sinapses todas, não consigo respirar. O único álbum que vou ouvindo é o Gling Gló, por razões óbvias: deve ser o menos bjorkiano de todos.
Quanto à base do nosso divórcio, é bem capaz de estar ali na secção dos deuses: já tive, já não tenho.

8:17 da tarde  
Blogger Paulo disse...

Tu entendes-me, ó spot! :-D São muitos anos a opinar e contra-opinar todos os dias...

8:20 da tarde  
Blogger menina limão disse...

bem, ao menos não recebi uma resposta totalitária em relação à Joanna Newsom. ficarei muito "orgulhosa" se um dia te puder iniciar devidamente no Olimpo.

3:25 da tarde  
Blogger menina limão disse...

pronto, para a eventualidade de ter de explicar o orgulhosa, já fica: contentíssima por ter conseguido mais um rendido ao círculo dos deuses.

3:26 da tarde  
Blogger Paulo disse...

Também não recebeste uma resposta totalitária em relação à Fiona... Mas olha que não sei; acho que prefiro o absoluto ódio em relação à Bjork que a relativa indiferença em relação a Ms. Apple.

4:33 da tarde  
Blogger menina limão disse...

mas afinal é indiferença? mau, já não percebo nada. não tinhas e gostavas? :P

10:07 da tarde  
Blogger Paulo disse...

miss lemon, miss lemon: tenho, gosto e não amo. pouco para sobreviver, suficiente para não morrer.

11:03 da tarde  
Blogger saturnine disse...

entendo-te, pois, P. a brincar a brincar já lá vão mesmo uns anos... ;)

11:41 da tarde  

Enviar um comentário

Subscrever Enviar comentários [Atom]

<< Página inicial


spot player special




"us people are just poems"
[ani difranco]


*

calamity.spot[at]gmail.com



~*. through the looking glass .*~




little black spot | portfolio
Baucis & Philemon | tea for two
os dias do minotauro | against demons
menina tangerina | citrus reticulata deliciosa
the woman who could not live with her faulty heart | work in progress
pale blue dot | sala de exposições
o rosto de deus | fairy tales








---------------------------------------------------------------------------------------------------------------


~*. rearview mirror .*~


Maio 2003 . Junho 2003 . Julho 2003 . Agosto 2003 . Setembro 2003 . Outubro 2003 . Novembro 2003 . Dezembro 2003 . Janeiro 2004 . Fevereiro 2004 . Março 2004 . Abril 2004 . Maio 2004 . Junho 2004 . Julho 2004 . Agosto 2004 . Setembro 2004 . Outubro 2004 . Novembro 2004 . Dezembro 2004 . Janeiro 2005 . Fevereiro 2005 . Março 2005 . Abril 2005 . Maio 2005 . Junho 2005 . Julho 2005 . Agosto 2005 . Setembro 2005 . Outubro 2005 . Novembro 2005 . Dezembro 2005 . Janeiro 2006 . Fevereiro 2006 . Março 2006 . Abril 2006 . Maio 2006 . Junho 2006 . Julho 2006 . Agosto 2006 . Setembro 2006 . Outubro 2006 . Novembro 2006 . Dezembro 2006 . Janeiro 2007 . Fevereiro 2007 . Março 2007 . Abril 2007 . Maio 2007 . Junho 2007 . Julho 2007 . Agosto 2007 . Setembro 2007 . Outubro 2007 . Novembro 2007 . Dezembro 2007 . Janeiro 2008 . Fevereiro 2008 . Março 2008 . Abril 2008 . Maio 2008 . Junho 2008 . Julho 2008 . Agosto 2008 . Setembro 2008 . Outubro 2008 . Novembro 2008 . Dezembro 2008 . Janeiro 2009 . Fevereiro 2009 . Março 2009 . Abril 2009 . Maio 2009 . Junho 2009 . Julho 2009 . Agosto 2009 . Setembro 2009 . Outubro 2009 . Novembro 2009 . Dezembro 2009 . Janeiro 2010 . Fevereiro 2010 . Março 2010 . Maio 2010 . Junho 2010 . Julho 2010 . Agosto 2010 . Outubro 2010 . Novembro 2010 . Dezembro 2010 . Janeiro 2011 . Fevereiro 2011 . Março 2011 . Abril 2011 . Maio 2011 . Junho 2011 . Julho 2011 . Agosto 2011 . Setembro 2011 . Outubro 2011 . Janeiro 2012 . Fevereiro 2012 . Março 2012 . Abril 2012 . Maio 2012 . Junho 2012 . Setembro 2012 . Novembro 2012 . Dezembro 2012 . Janeiro 2013 . Janeiro 2014 .


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------


~*. spying glass .*~


a balada do café triste . ágrafo . albergue dos danados . almanaque de ironias menores . a natureza do mal . animais domésticos . antologia do esquecimento . arquivo fantasma . a rute é estranha . as aranhas . as formigas . as pequenas estruturas do ócio . atelier de domesticação de demónios . atum bisnaga . auto-retrato . avatares de um desejo . baggio geodésico . bananafish . bibliotecário de Babel . bloodbeats . caixa-de-lata . casa de cacela . chafarica iconoclasta . coisa ruim . com a luz acesa . comboio de fantasmas . complicadíssima teia . corpo em excesso de velocidade . daily make-up . detective cantor . dias com árvores . dias felizes . e deus criou a mulher . e.g., i.e. . ein moment bitte . em busca da límpida medida . em escuta . estado civil . glooka . i kant, kant you? . imitation of life . isto é o que hoje é . last breath . livros são papéis pintados com tinta . loose lips sink ships . manuel falcão malzbender . mastiga e deita fora . meditação na pastelaria . menina limão . moro aqui . mundo imaginado . não tenho vida para isto . no meu vaso . no vazio da onda . o amor é um cão do inferno . o leitor sem qualidades . o assobio das árvores . paperback cell . pátio alfacinha . o polvo . o regabofe . o rosto de deus . o silêncio dos livros . os cavaleiros camponeses no ano mil no lago de paladru . os amigos de alex . Paris vs. New York . passeio alegre . pathos na polis . postcard blues . post secret . provas de contacto . respirar o mesmo ar . senhor palomar . she hangs brightly . some variations . tarte de rabanete . tempo dual . there is only 1 alice . tratado de metatísica . triciclo feliz . uma por rolo . um blog sobre kleist . vazio bonito . viajador


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------


~*. the bell jar .*~



os lugares comuns: against demons . all work and no play . compêndio de vocações inúteis  .  current mood . filosofia e metafísica quotidiana . fruta esquisita menina aflita . inventário crescente de palavras mais-que-perfeitas . miles to go before I sleep . música no coração  .  música para o dia de hoje . o ponto de vista dos demónios . planos para dominar o mundo . this magic moment  .  you came on like a punch in the heart . you must believe in spring


egosfera: a infância . a minha vida dava um post . afirmações identitárias . a troubled cure for a troubled mind . april was the cruellest month . aquele canto escuro que tudo sabe . as coisas que me passam pela cabeça . fruto saturnino (conhecimento do inferno) . gotham style . mafarricar por aí . Mafia . morto amado nunca mais pára de morrer . o exílio e o reino . os diálogos imaginários . os infernos almofadados . RE: de mail . sina de mulher de bandido . the woman who could not live with her faulty heart . um lugar onde pousar a cabeça   .  correio sentimental


scriptorium: (des)considerações sobre arte . a noite . and death shall have no dominion . angularidades . bicho escala-estantes . do frio . do medo . escrever . exercícios . exercícios de anatomia . exercícios de respiração . exercícios de sobrevivência . Ítaca . lunário . mediterrânica . minimal . parágrafos mínimos . poemas . poemas mínimos . substâncias . teses, tratados e outras elocubrações quase científicas  .  um rumor no arvoredo


grandes amores: a thing of beauty is a joy forever . grandes amores . abraços . Afta . árvores . cat powa . colectânea de explicações avulsas da língua portuguesa  .  declaração de amor a um objecto . declaração de amor a uma cidade . desolação magnífica . divas e heróis . down the rabbit hole . drogas duras . drogas leves . esqueletos no armário . filmes . fotografia . geometrias . heart of darkness . ilustraçãoinício . matéria solar . mitologias . o mar . os livros . pintura . poesia . sol nascente . space is the place . the creatures inside my head . Twin Peaks . us people are just poems . verão  .  you're the night, Lilah


do quotidiano: achados imperdíveis . acidentes quotidianos e outros desastres . blogspotting . carpe diem . celebrações . declarações de emergência . diz que é uma espécie de portfolio . férias  .  greves, renúncias e outras rebeliões . isto anda tudo ligado . livro de reclamações . moleskine de viagem . níveis mínimos de suporte de vida . o existencialismo é um humanismo . só estão bem a fazer pouco


nomes: Aimee Mann . Al Berto . Albert Camus . Ana Teresa Pereira  . Bauhaus . Bismarck . Björk . Bond, James Bond . Camille Claudel . Carlos de Oliveira . Corto Maltese . Edvard Munch . Enki Bilal . Fight Club . Fiona Apple . Garfield . Giacometti . Indiana Jones . Jeff Buckley  .  Kavafis . Klimt . Kurt Halsey . Louise Bourgeois . Malcolm Lowry . Manuel de Freitas . Margaret Atwood . Marguerite Duras . Max Payne . Mia Couto . Monty Python . Nick Drake . Patrick Wolf  .  Sophia de Mello Breyner Andresen . Sylvia Plath . Tarantino . The National . Tim Burton


os outros: a natureza do mal . amigos . dedicatórias . em busca da límpida medida . retalhos e recortes



---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

...it's full of stars...


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

blogspot stats