terça-feira, 30 de agosto de 2005




something os cracking #5


So better take the keys and drive forever
Staying won't put these futures back together
All the perfect drugs and superheros
Wouldn't be enough to bring me up to zero



Aimee Mann | Humpty Dumpty


*.~º~.*


I suppose I should be happy to be misread-
Better be that than some of the other things I have become



Aimee Mann | Invisile Ink


*.~º~.*


I keep going round and round on the same old circuit.
A wire travles underground to a vacant lot.
Where something I can't see interrupts the current.
And shrinks the picture down to a tiny dot.
And from behind the screen, it can look so perfect.
But it's not.

So here im sittin in my car at the same old stop light.
I keep waiting for a change, but I don't know what.
So red turns into green, turning into yellow.
But I'm just frozen here on the same old spot.
And all I have to do is press the pedal.
But I'm not. No I'm not.

Well people are tricky,
You can't afford to show,
anything risky, anything they don't know.
The moment you try, well kiss it goodbye.

So baby kiss me like a drug, like a respirator.
And let me fall into the dream of the astrounaut.
Where I get lost in space that goes on forever.
And you make all the rest just an after thought.
And I believe it's you who could make it better.
But it's not. No it's not.



Aimee Mann | It's not



Etiquetas: , , ,


posted by saturnine | 23:44 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------



something is cracking #4



It’s not what you thought
When you first began it
You got what you want
Now you can hardly stand it though
By now you know it’s not
Going to stop
It’s not going to stop
It’s not going to stop
’til you wise up

(...)



Aimee Mann | Wise up



Etiquetas: , , ,


posted by saturnine | 23:42 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------



something is cracking #3



She’s been a long time on the phone
Courting disaster in an undertone
She’s feeling nostalgic
And feeling that fall
How could anyone ever fight it
Who could ever expect to fight it when she
Builds that wall

(...)



Aimee Mann | Build That Wall



Etiquetas: , , ,


posted by saturnine | 23:20 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Status Quo: Murphy's Law



Anything that can go wrong will go wrong.

# If there is a possibility of several things going wrong, the one that will cause the most damage will be the one to go wrong
# If anything just cannot go wrong, it will anyway
# If you perceive that there are four possible ways in which something can go wrong, and circumvent these, then a fifth way, unprepared for, will promptly develop
# Left to themselves, things tend to go from bad to worse
# If everything seems to be going well, you have obviously overlooked something

# The Murphy Philosophy
Smile . . . tomorrow will be worse.





------------------------------------------
mais aqui.



Etiquetas: ,


posted by saturnine | 22:20 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------



the darkness inside #2



"I turned out to be such a damsel in distress."













© Max Payne 2: The Fall of Max Payne



Etiquetas: , ,


posted by saturnine | 01:50 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------



undergoing serious minimalist changes.





Etiquetas: ,


posted by saturnine | 01:18 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------



não é por mal



mas quando olho para o meu blog odeio-lhe as tripas, e apetece-me devolvê-lo à limpeza de uma folha em branco.




Etiquetas: ,


posted by saturnine | 01:04 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------



inesperadamente



a noite é um poço.



— custam-me mais as noites porque
— porque estás sozinha
— isso.





Etiquetas: , ,


posted by saturnine | 00:58 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

segunda-feira, 29 de agosto de 2005




aquellos ojos verdes
serenos como un lago



tanto pedi que a serra de novo me chamasse. não devemos subestimar a força da terra. a sede transmontana chama-me de novo. e eu que agora não tenho como ir. :|




Etiquetas: ,


posted by saturnine | 22:38 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

sábado, 27 de agosto de 2005




aquellos ojos verdes



de todo o lado me chegam mensagens. mas daquele que eu busco, ninguém me fala. na iminência da sede, o meu peito é uma ânfora vazia.






Etiquetas: ,


posted by saturnine | 23:58 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------



memorial







*.~º~.*


Como se não tivesse substância e de membros apagados.
Desejaria enrolar-me numa folha e dormir na sombra.
E germinar no sono, germinar na árvore.
Tudo acabaria na noite, lentamnte, sob uma chuva densa.
Tudo acabaria pelo mais alto desejo num sorriso de nada.
No encontro e no abandono, na última nudez,
respiraria ao ritmo do vento, na relação mais viva.
Seria de novo o gérmen que fui, o rosto indivisível.
E ébrias as palavras diriam o vinho e a argila
e o repouso do ser no ser, os seus obscuros terraços.
Entre rumores e rios a morte perder-se-ia.




*.~º~.*



O que tentam dizer as árvores
no seu silêncio lento e nos seus vagos rumores,
o sentido que têm no lugar onde estão,
a reverencia, a ressonância, a transparência
e os acentos claros e sombrios de uma frase aérea.
E as sombras e as folhas são a inocência de uma ideia
que entre a água e o espaço se tornou uma leve integridade.
Sob o mágico sopro da luz são barcos transparentes.
Não sei se é o ar se é o sangue que brota dos seus ramos.
Ouço a espuma finíssima das suas gargantas verdes.
Não estou, nunca estarei longe desta água pura
e destas lâmpadas antigas de obscuras ilhas.
Que pura serenidade da memória, que horizontes
em torno do poço silencioso! É um canto num sono
e o vento e a luz são o hálito de uma criança
que sobre um ramo de árvore abraça o mundo.



*.~º~.*


António Ramos Rosa
in Cada árvore é um ser para ser em nós





Etiquetas: , ,


posted by saturnine | 13:58 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------



para aprender a morrer >




© lbs | agosto 2005


> esta árvore morre amanhã.





*.~º~.*


Cada árvore é um ser para ser em nós
Para ver uma árvore não basta vê-a
a árvore é uma lenta reverência
uma presença reminiscente
uma habitação perdida
e encontrada
À sombra de uma árvore
o tempo já não é o tempo
mas a magia de um instante que começa sem fim
a árvore apazigua-nos com a sua atmosfera de folhas
e de sombras interiores
nós habitamos a árvore com a nossa respiração
com a da árvore
com a árvore nós partilhamos o mundo com os deuses



António Ramos Rosa





Etiquetas: , ,


posted by saturnine | 00:44 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

sexta-feira, 26 de agosto de 2005





posted by saturnine | 02:14 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------



devo concordar
que às vezes falta-nos a razão

mas nego que há razões
para nos sentirmos tão sós
*





Young Suns of NGC 7129 **
© Astronomy Picture od the Day










--------------------------------------
* Da Weasel

** "Beautiful nebulae, clusters, and galaxies that grace planet Earth's night sky are often known by their New General Catalog designation or NGC number. That classic listing was compiled by John Louis Emil Dreyer, remarkable director of the Armagh Observatory from 1882 to 1916. NGC 2266 is, for example, the 2,266th item in his New General Catalog of Nebulae and Clusters of Stars. (...)"




Etiquetas: ,


posted by saturnine | 00:16 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

quinta-feira, 25 de agosto de 2005




coisas que acontecem #3


não é sempre, mas na maioria das vezes, repugna-me a existência.



Etiquetas: ,


posted by saturnine | 00:50 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

quarta-feira, 24 de agosto de 2005




> noite, diz assim, em stereo:



Erykah Badu


#jill scott | he loves me (lyzel in e flat)
#jill scott | a long walk
#the roots feat. erykah badu | you got me
#boss ac | lena (a culpa não é tua)
#boss ac feat. da weasel | só vês o que queres ver
#boss ac | hip hop (sou eu és tu)
#boss ac | só preciso de 5 minutos
#da weasel | re-tratamento
#da weasel | casa (vem fazer de conta)
#sam, the kid | beleza
#sam, the kid | alma gémea
#sam, the kid | quando a saudade aperta
#sam, the kid | eu e tu
#sam, the kid | recaída




Etiquetas:


posted by saturnine | 19:06 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Fionalmente!



Fiona Apple



"the long awaited new album
extraordinary machine
coming october 4 2005"




Etiquetas: , ,


posted by saturnine | 17:01 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------



coisas que acontecem #2


alguma coisa em mim se de(s)compõe. a mínima extravagância dos sabores me repugna. ando tão enojada de tudo que até deixei de fumar.



Etiquetas: ,


posted by saturnine | 16:16 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

segunda-feira, 22 de agosto de 2005




das duas uma:



ou preciso de um médico, ou de um exorcista.



Etiquetas:


posted by saturnine | 01:16 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------



coisas que acontecem #1


tinha um outro post para este título, fui dormir, e esqueci-me.



Etiquetas: ,


posted by saturnine | 01:14 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

sexta-feira, 19 de agosto de 2005




long time no Magnum




© Alex Majoli
GERMANY. Bavarian landscape. 2005.




© Alex Majoli
GERMANY. Marktl am Inn, the village where in 1927 Joseph Ratzinger was born. Village reproduction. 2005.




Etiquetas:


posted by saturnine | 17:49 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

quinta-feira, 18 de agosto de 2005




summertime will kill me.




Etiquetas:


posted by saturnine | 00:40 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

sábado, 13 de agosto de 2005




> noite, diz assim:


#jill scott | he loves me (lyzel in e flat)
#jill scott | it's love
#jill scott | a long walk
#the roots feat. erykah badu | you got me
#boss ac | lena (a culpa não é tua)
#boss ac | hip hop (sou eu és tu)
#boss ac feat. rita reis | és mais que uma mulher
#boss ac feat. da weasel | só vês o que queres ver
#da weasel | re-tratamento
#da weasel | casa (vem fazer de conta)
#da weasel | baile (aquele beat)
#sam, the kid | beleza
#sam, the kid | alma gémea
#sam, the kid | quando a saudade aperta
#sam, the kid | eu e tu
#sam, the kid | recaída
#sam, the kid | o amor não tem fim





*.~º~.*




o meu peito é uma ânfora. repousa em mim o vazio daquela água verde que a noite adia. sou como um espelho. não sou nada até olhares para mim.*





-------------------------------------
* Morphine



Etiquetas:


posted by saturnine | 23:34 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

sexta-feira, 12 de agosto de 2005





posted by saturnine | 14:48 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

quinta-feira, 11 de agosto de 2005




POST-IT



.



Starsailor | Fever





Etiquetas:


posted by saturnine | 15:43 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------



The darkness inside #1



© Max Payne 2: The Fall of Max Payne



The world was out of joint.


(...)


The past is a gaping hole. You try to run from it, but the more you run, the deeper, more terrible is grows behind you, its edges yawning at your heels. Your only chance is to turn around and face it.

(...)



I wanted to dig inside my skull and scrape out the pain.


(...)


You can't run from your past. You'll end up running in circles until you fall down to the same hole you were trying to escape from. Only the hole has grown deeper.




Etiquetas: , ,


posted by saturnine | 15:10 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

quarta-feira, 10 de agosto de 2005




closing your eyes forces you to look at the darkness inside *




há quase um mês que este post anda em congeminação. é que não tenho muitas palavras para o Sin City. amei. os pretos, o sangue branco, os altos contrastes, os excessos sanguinários a la Tarantino, as vozes cavas, o Clive Owen e o Benicio del Toro, a crueza. dark, tragic and intense. a violent, film noir love story. curiosamente, isto era a storyline do Max Payne* :






parecerá descabido, mas ambos me fazem lembrar o Daniel Faria: homens que são como lugares mal situados.





Max Payne 2: The Fall of Max Payne Theme




Etiquetas: , ,


posted by saturnine | 02:28 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------



_='.'=_
   m m




© www.garfield.com








(Candy, Candy, Candy... life is crazy)



Etiquetas: ,


posted by saturnine | 00:51 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------



>>> o ponto de vista dos demónios #22




La route chante,
Quand je m'en vais.
Je fais trois pas,
La route se tait.

La route est noire,
À perte de vue.
Je fais trois pas,
La route n'est plus.

Sur la marée haute,
Je suis monté.
La tete est pleine,
Mais le coeur n'a pas assez.
Sur la marée haute,
Je suis monté.
La tete est pleine,
Mais le coeur n'a pas assez.

Mains de dentelle,
Figure de bois,
Le corps en brique,
Les yeux qui piquent.

Mains de dentelle,
Figure de bois.
Je fais trois pas
Et tu es là.

Sur la marée haute,
Je suis monté.
la tete est pleine,
Mais le coeur n'a pas assez.
Sur la marée haute,
Je suis monté.
la tete est pleine,
Mais le coeur n'a pas assez.



> Lhasa de Sela



* * *



como se a casa tivesse as janelas abertas, como se fosse verão no bafo quente das paredes, como se as sombras pontiagudas cobrissem o interior do quarto, avançando para mim como braços esticados, e outra vez eu oferecesse o meu peito como mesa posta para o banquete dos velhos demónios. é tarde e a falta aflige-me. aquele corpo já não pode contra a noite arremessada pela distância.





Etiquetas: , , ,


posted by saturnine | 00:27 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

segunda-feira, 8 de agosto de 2005




//retalhos & recortes #23
  edição especial: os recortes do Mal



Se ao menos eu emagrecesse.
Fosse mineral a tristeza.
Anoitecesse sem sobressalto às nove.
Sentisse alguma coisa
como diz que sente o rapaz dos Correios.
Pudesse ter férias de mim,
três dias por cada ano.

Envelhecesse na relva
mas com a Lise Ekhdal ou a Carla Bruni.
Ou nos bosques ao sub cheiro das hifas.
E todos entregues à serenidade dos gestos.
Mesmo que fosse um jogo.
Se tivesse que ser um jogo que fosse o do amor.



* * *



Um dos seus bloggers favoritos chamou-lhe lírica incorrigível e ela fez jus a esse nome inicial. Ela sabe quando a brisa é só um pressentimento das ramadas mais altas. Ela detecta os venenos que param a circulação, rebentam nos sacos ou se acumulam na raiz dos cabelos. Mas o seu coração não conhece o mal. Ela cuida do sem abrigo. Sabe que somos antigos como os animais nossos irmãos, as árvores, os fungos e as bactérias, e como elas destinados a desaparecer sem outra notícia. Mas o seu rasto é decifrável porque escreve sempre as letras com que o dia se declara novo.


© Luís








<.fico muda de espanto.>



Etiquetas: ,


posted by saturnine | 12:50 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

sexta-feira, 5 de agosto de 2005




I keep going round and round on the same old circuit
A wire travels underground to a vacant lot
Where something I can't see interrupts the current
And shrinks the picture down to a tiny dot
And from behind the screen it can look so perfect
But it's not

So here I'm sitting in my car at the same old stoplight
I keep waiting for a change but I don't know what
So red turns into green turning into yellow
But I'm just frozen here on the same old spot
And all I have to do is to press the pedal
But I'm not
No, I'm not


People are tricky, you can't afford to show
Anything risky anything they don't know
The moment you try, you kiss it goodbye


So baby kiss me like a drug like a respirator
And let me fall into the dream of the astronaut
Where I get lost in space that goes on forever
And you make all the rest just an afterthought
And I believe it's you who could make it better
But it's not
No, it's not

No, it's not



Aimee Mann



Etiquetas: , , ,


posted by saturnine | 23:48 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------



>>> o ponto de vista dos demónios #21



agora sei, tomam-se comprimidos para dormir porque não podemos fabricar máquinas do tempo.



Etiquetas: ,


posted by saturnine | 23:14 | 2 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Pump it! *


se eu vos contasse que, não encontrando o sossego, procuro a leveza nos impulsos triviais? se vos contasse que a minha playlist de viagem entre Moby, Jill Scott, Asian Dub Foundation e Beastie Boys conta também com Beyoncé, JLo, Lumidee, Eamon, Usher & Little John? talvez tenha ido longe demais quando pus Black Eyed Peas* no repeat. é que entretanto surge um comentário inesperado, efeito acordar-com-café-da-manhã deste meu estado de graça party chic: "tens mesmo que estar a ouvir isso?"



Etiquetas: ,


posted by saturnine | 16:03 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------




posted by saturnine | 14:06 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------



Calamity Spot


pela primeira vez, uma metamorfose no ponto preto. onde foi a Claire Lunar não sei, nem sequer é isto uma justificação, é só a evidência de não saber o que fazer de mim.



Etiquetas: ,


posted by saturnine | 13:51 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------



We are all in the gutter, but some of us are looking at the stars *


alguém que ainda se lembra de um som cavo de uma pazada de terra a bater na madeira. há coisas inexplicáveis, e ainda bem. contra a desordem do mundo, as estrelas.



Hubble Ultra Deep Field
© HST, ESA, NASA




---------------------------------
* Oscar Wilde



Etiquetas: , ,


posted by saturnine | 13:12 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

quinta-feira, 4 de agosto de 2005




>>> o ponto de vista dos demónios #20


é difícil esta contenção, como se não fosse ainda para hoje o teu corpo. não desabrocha, o verão.



Etiquetas: ,


posted by saturnine | 22:34 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

terça-feira, 2 de agosto de 2005




>>> algumas coisas sobre os homens #1



cada corpo tem uma cartografia. aqueles braços, aquelas costas direitas, aquele tronco alto e firme, erguido contra a noite como uma rocha. e depois um odor, uma leve sobreexcitação, os lugares que os meus dedos percorreriam, se fossem livres.



Etiquetas: ,


posted by saturnine | 20:14 | 0 Comentários


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

spot player special




"us people are just poems"
[ani difranco]


*

calamity.spot[at]gmail.com



~*. through the looking glass .*~




little black spot | portfolio
Baucis & Philemon | tea for two
os dias do minotauro | against demons
menina tangerina | citrus reticulata deliciosa
the woman who could not live with her faulty heart | work in progress
pale blue dot | sala de exposições
o rosto de deus | fairy tales








---------------------------------------------------------------------------------------------------------------


~*. rearview mirror .*~


Maio 2003 . Junho 2003 . Julho 2003 . Agosto 2003 . Setembro 2003 . Outubro 2003 . Novembro 2003 . Dezembro 2003 . Janeiro 2004 . Fevereiro 2004 . Março 2004 . Abril 2004 . Maio 2004 . Junho 2004 . Julho 2004 . Agosto 2004 . Setembro 2004 . Outubro 2004 . Novembro 2004 . Dezembro 2004 . Janeiro 2005 . Fevereiro 2005 . Março 2005 . Abril 2005 . Maio 2005 . Junho 2005 . Julho 2005 . Agosto 2005 . Setembro 2005 . Outubro 2005 . Novembro 2005 . Dezembro 2005 . Janeiro 2006 . Fevereiro 2006 . Março 2006 . Abril 2006 . Maio 2006 . Junho 2006 . Julho 2006 . Agosto 2006 . Setembro 2006 . Outubro 2006 . Novembro 2006 . Dezembro 2006 . Janeiro 2007 . Fevereiro 2007 . Março 2007 . Abril 2007 . Maio 2007 . Junho 2007 . Julho 2007 . Agosto 2007 . Setembro 2007 . Outubro 2007 . Novembro 2007 . Dezembro 2007 . Janeiro 2008 . Fevereiro 2008 . Março 2008 . Abril 2008 . Maio 2008 . Junho 2008 . Julho 2008 . Agosto 2008 . Setembro 2008 . Outubro 2008 . Novembro 2008 . Dezembro 2008 . Janeiro 2009 . Fevereiro 2009 . Março 2009 . Abril 2009 . Maio 2009 . Junho 2009 . Julho 2009 . Agosto 2009 . Setembro 2009 . Outubro 2009 . Novembro 2009 . Dezembro 2009 . Janeiro 2010 . Fevereiro 2010 . Março 2010 . Maio 2010 . Junho 2010 . Julho 2010 . Agosto 2010 . Outubro 2010 . Novembro 2010 . Dezembro 2010 . Janeiro 2011 . Fevereiro 2011 . Março 2011 . Abril 2011 . Maio 2011 . Junho 2011 . Julho 2011 . Agosto 2011 . Setembro 2011 . Outubro 2011 . Janeiro 2012 . Fevereiro 2012 . Março 2012 . Abril 2012 . Maio 2012 . Junho 2012 . Setembro 2012 . Novembro 2012 . Dezembro 2012 . Janeiro 2013 . Janeiro 2014 .


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------


~*. spying glass .*~


a balada do café triste . ágrafo . albergue dos danados . almanaque de ironias menores . a natureza do mal . animais domésticos . antologia do esquecimento . arquivo fantasma . a rute é estranha . as aranhas . as formigas . as pequenas estruturas do ócio . atelier de domesticação de demónios . atum bisnaga . auto-retrato . avatares de um desejo . baggio geodésico . bananafish . bibliotecário de Babel . bloodbeats . caixa-de-lata . casa de cacela . chafarica iconoclasta . coisa ruim . com a luz acesa . comboio de fantasmas . complicadíssima teia . corpo em excesso de velocidade . daily make-up . detective cantor . dias com árvores . dias felizes . e deus criou a mulher . e.g., i.e. . ein moment bitte . em busca da límpida medida . em escuta . estado civil . glooka . i kant, kant you? . imitation of life . isto é o que hoje é . last breath . livros são papéis pintados com tinta . loose lips sink ships . manuel falcão malzbender . mastiga e deita fora . meditação na pastelaria . menina limão . moro aqui . mundo imaginado . não tenho vida para isto . no meu vaso . no vazio da onda . o amor é um cão do inferno . o leitor sem qualidades . o assobio das árvores . paperback cell . pátio alfacinha . o polvo . o regabofe . o rosto de deus . o silêncio dos livros . os cavaleiros camponeses no ano mil no lago de paladru . os amigos de alex . Paris vs. New York . passeio alegre . pathos na polis . postcard blues . post secret . provas de contacto . respirar o mesmo ar . senhor palomar . she hangs brightly . some variations . tarte de rabanete . tempo dual . there is only 1 alice . tratado de metatísica . triciclo feliz . uma por rolo . um blog sobre kleist . vazio bonito . viajador


---------------------------------------------------------------------------------------------------------------


~*. the bell jar .*~



os lugares comuns: against demons . all work and no play . compêndio de vocações inúteis  .  current mood . filosofia e metafísica quotidiana . fruta esquisita menina aflita . inventário crescente de palavras mais-que-perfeitas . miles to go before I sleep . música no coração  .  música para o dia de hoje . o ponto de vista dos demónios . planos para dominar o mundo . this magic moment  .  you came on like a punch in the heart . you must believe in spring


egosfera: a infância . a minha vida dava um post . afirmações identitárias . a troubled cure for a troubled mind . april was the cruellest month . aquele canto escuro que tudo sabe . as coisas que me passam pela cabeça . fruto saturnino (conhecimento do inferno) . gotham style . mafarricar por aí . Mafia . morto amado nunca mais pára de morrer . o exílio e o reino . os diálogos imaginários . os infernos almofadados . RE: de mail . sina de mulher de bandido . the woman who could not live with her faulty heart . um lugar onde pousar a cabeça   .  correio sentimental


scriptorium: (des)considerações sobre arte . a noite . and death shall have no dominion . angularidades . bicho escala-estantes . do frio . do medo . escrever . exercícios . exercícios de anatomia . exercícios de respiração . exercícios de sobrevivência . Ítaca . lunário . mediterrânica . minimal . parágrafos mínimos . poemas . poemas mínimos . substâncias . teses, tratados e outras elocubrações quase científicas  .  um rumor no arvoredo


grandes amores: a thing of beauty is a joy forever . grandes amores . abraços . Afta . árvores . cat powa . colectânea de explicações avulsas da língua portuguesa  .  declaração de amor a um objecto . declaração de amor a uma cidade . desolação magnífica . divas e heróis . down the rabbit hole . drogas duras . drogas leves . esqueletos no armário . filmes . fotografia . geometrias . heart of darkness . ilustraçãoinício . matéria solar . mitologias . o mar . os livros . pintura . poesia . sol nascente . space is the place . the creatures inside my head . Twin Peaks . us people are just poems . verão  .  you're the night, Lilah


do quotidiano: achados imperdíveis . acidentes quotidianos e outros desastres . blogspotting . carpe diem . celebrações . declarações de emergência . diz que é uma espécie de portfolio . férias  .  greves, renúncias e outras rebeliões . isto anda tudo ligado . livro de reclamações . moleskine de viagem . níveis mínimos de suporte de vida . o existencialismo é um humanismo . só estão bem a fazer pouco


nomes: Aimee Mann . Al Berto . Albert Camus . Ana Teresa Pereira  . Bauhaus . Bismarck . Björk . Bond, James Bond . Camille Claudel . Carlos de Oliveira . Corto Maltese . Edvard Munch . Enki Bilal . Fight Club . Fiona Apple . Garfield . Giacometti . Indiana Jones . Jeff Buckley  .  Kavafis . Klimt . Kurt Halsey . Louise Bourgeois . Malcolm Lowry . Manuel de Freitas . Margaret Atwood . Marguerite Duras . Max Payne . Mia Couto . Monty Python . Nick Drake . Patrick Wolf  .  Sophia de Mello Breyner Andresen . Sylvia Plath . Tarantino . The National . Tim Burton


os outros: a natureza do mal . amigos . dedicatórias . em busca da límpida medida . retalhos e recortes



---------------------------------------------------------------------------------------------------------------

...it's full of stars...


This page is powered by Blogger. Isn't yours?

blogspot stats